Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

images?q=tbn:ANd9GcSkutHreQ0k2B83MXYivtM9WuQp2rqaerf01ziepelCz6DHyiUK
Velhice, declínio sem "rabugice"
 
 

A vida, feita de dores, amores, alegria "desmedida", 
Não é normal, natural, ingratidão na despedida.

 
 
É bom saber respeitar, agradecer, recompensar
Quem na vida soube amar, proteger, acompanhar.

 
Dor, sofrer, lágrimas, solidão, distanciar,
Não deve deixar "rabugice" contagiar.


Nem todos entendem declínio, transitoriedade,
Que a vida é breve, ilusão, passagem, efemeridade.
****

Ísis Dumont
***************
Grata, amiga, por compartilhar (comigo também)
sua inspiração nesta criação!

Poetreta duplex carisma, informações sobre esta modalidade na seção E-livros, página da autora:

152084.jpg?1387128135
Norma Aparecida Silveira

Boanoite1.gif

 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 28/05/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras