Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

                                      
ipe.jpg

 
                                       Primavera


Primavera é quando a tristeza resolve mudar de cor, e o cinza adquire tonalidades de azul.

Primavera é quando a espera não é superior ao tempo disponível.

Primavera é quando a chuva chega, e logo nos faz adormecer mais cedo, ali mesmo no remanso do tapete na sala de estar...

Primavera é quando a dor elimina seu cheiro dorido e passa a ter cheiro
de hortelã colhida sob a neblina.

Primavera é quando a gente sem 'mais nem menos' descobre motivos para mandar embora o choro incontido o dia inteiro, causa de olhos inchados e
visão embaçada...

Primavera é quando descobrimos a pessoa 'certa', que partilha conosco (entre outros) o espaço na varanda, e de ombros encostados contempla em silêncio as estrelas e admira a lua numa noite de verão, mesmo quando o inverno ainda não tem data prevista para ir embora.

Primavera é quando a gente ama alguém tão intensamente, de forma que, ao pedir algo a Deus, esquecemos de nós mesmos e passamos apenas a pedir o melhor pelo ser amado.
Porque... amar alguém com 'devoção' é viver... como se não lhe pertencesse o próprio coração!

*****

00047.gif
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 01/09/2015
Alterado em 05/08/2017
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras