Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos


13015455_1038013359606851_34895773258416314_n.jpg?oh=f08f0920a52d729b59c710ebd5772693&oe=5773D84D

Inquietações

 
Até 'onde' vai o último feixe de luz,
do sol que se escondeu
sem ter nascido?
 
 
Para onde vai a alegria que entra pela janela
e sem se despedir, às vezes tão breve,
some no espaço cinzento, sem deixar vestígio?
 
 
Onde foi parar o riso, quando precisou recuar mediante a lágrima que chega inundando a face, sem avisar?
 
Por que precisamos partir e
retornar tantas vezes
sem nos despedir,
sem 'boas vindas',
tentando esquecer o ponto de partida
e sem conhecer o ponto de chegada?
**************************************
******************
 
 
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 19/04/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras