Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos



O ANJO DE MEIAS VERMELHAS


Que mal fizestes a teus responsáveis,
para receber a mais cruel das penas?
Eras apenas uma menina de 4 anos.
Era a vida em ti desabrochando
igual um botão em flor.
Brincadeiras, descobertas, socialização
era tudo de que mais gostavas.
Sem certidão de nascimento
tu eras apenas Lupita, para aqueles
que moravam contigo:
Tua mãe, teu padrasto, teus três irmãos.
Nefasto momento naquela noite
quando, inocentemente, fizestes xixi na cama
e, segundo o que eles falaram,
ficastes a chorar, naturalmente como
qualquer criança.
Em teu sangue inocente, gritos por justiça
se levantam. Justiça em favor das crianças do México,
excluídas, abandonadas, esquecidas
das famílias, dos poderes, da sociedade.
Anjo de "Meias vermelhas" 
partiu precocemente diante do olhar da mãe
que não lhe defendeu!
**************
Foto de Lupita, no Site da BBC

 
"Irritados porque foram acordados com o choro da menina de 4 anos, a mãe e o padrasto a espancaram até a morte.
O corpo de Lupita foi abandonado na avenida Bordo de Xochiaca, em Nezahualcóyotl, no México. Ela foi encontrada enrolada em um cobertor, vestida apenas com uma camiseta verde e meias vermelhas.
O caso da menina de "meias vermelhas", como ficou conhecido na imprensa local, chocou o país em março de 2017.
Nesta semana, a mãe da criança, Yadira N., e o namorado dela, Pablo N., foram condenados a 88 anos de prisão por feminicídio.
A sentença, de acordo com os jornais locais, diz que o casal "foi considerado culpado pela morte da menina de 4 anos", cujo corpo apresentava sinais de abuso, "várias lesões e não foi reivindicado por ninguém".
O juiz também ordenou que a menina fosse registrada como Guadalupe Medina Pichardo, uma vez que aos 4 anos não tinha certidão de nascimento. Era chamada apenas de Lupita pela família.
Além disso, seus três irmãos receberão bolsas de estudo para que possam continuar estudando.
O trabalho da ativista de direitos humanos Frida Guerrera foi essencial para desvendar o crime.

Yadira e Pablo foram presos em 24 de dezembro de 2017.
De acordo com o Animal Político, nas primeiras declarações, ambos disseram que repreenderam a menina por fazer xixi na cama sem antes dizer a eles que precisava ir ao banheiro e porque continuava chorando, e teria sido Pablo quem a espancou até a morte. A Promotoria mexicana afirma ainda que ele estuprou a menina.
"'Meias vermelhas', você representa as crianças mexicanas com quem ninguém se importa, nem seus próprios pais, tampouco o governo ou a sociedade, que seguem te usando para satisfazer seu instinto de poder e maldade", escreveu Frida Guerrera em seu blog após a sentença.

O rosto e a voz de Lupita ficaram conhecidos em todo o país por causa de um vídeo gravado em dezembro de 2016, que foi divulgado após sua morte.
Nas imagens, ela aparece chegando sozinha na casa de estranhos e diz a eles que não comeu."

Informações da:
BBC

A matéria não é atual, mas a realidade sim. Diariamente assistimos através dos programas televisivos, e através das mídias em  geral as maldades e monstruosidades que fazem com nossas crianças!
Esses seres desumanos deveriam aprender a respeitar e a proteger a vida; vida que significa esperança do mundo!
Toda pena para esses criminosos é pequena mediante as perdas de vidas que não se refazem.
************************************************

Verdade, Miguel, também notei essa "falha" no termo. Aqui trata-se de infanticídio, e não feminicídio!
Gratidão!


 
 
 
Ísis Dumont e BBC
Enviado por Ísis Dumont em 07/09/2019
Alterado em 07/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras