Aparecida Ramos -  Prosa e Verso

Apenas palavras que a alma e o coração não calam.

Textos

nudez_img_pr.gif
Nudez

Joguei pela janela a dor de tantas lágrimas
que durante muito tempo
insistia em não me abandonar...
Mandei para o espaço alguns vestígios
de ressentimentos que 'grudados' em mim
não me deixavam respirar.
Deixei pelo caminho a arrogância que, pela vida
a fora só fez atrapalhar. 
Despi - me do orgulho, aquele sintoma bobo
que faz a gente pensar que somos melhores
que alguém...
Não devemos esquecer nossas origens e lembrar que nessa vida ninguém é melhor
que ninguém...
Embora sabemos o quanto nesse mundo, para muita gente as pessoas valem 
por aquilo que tem.
Assim, de alma despida, livre dessas e de outras amarras...
Sou muito mais feliz!
#################################

1958082_959099330831588_7898650436402894784_n.jpg?oh=e69e1602625f47c6ecb5d38f0ccd9afa&oe=570EF833&__gda__=1461677510_464699e2f694a2c5c7bff04bb0f968f2
Foto e texto... após o almoço neste Dia de Natal.
Carinhosamente
Boa noite!!!!
Feliz Natal e Própero Ano Novo, Caríssimos!!!
 
Aparecida Ramos(Ísis Dumont)
Enviado por Aparecida Ramos(Ísis Dumont) em 25/12/2015
Alterado em 25/12/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras